Segunda-feira, 08.12.08

A Atlântida

O pico, nos Açores, é conhecido como sendo o que resta da montanha mais alta da Atlântida.

Segundo a lenda, o continente começou a afundar-se lentamente e houve tempo para que os sábios e artistas da Época deixassem a sua terra natal e emigrassem para o norte de Espanha (Santiago de Compostela), atravessassem os Pirenéus e chegassem à Normandia, em França.

Também se meteram em navios e chegaram ao Egipto, dando origem àquela extraordinária civilização tão questionada hoje em dia pelos eruditos actuais.

Dizem que os Incas e Maias das Américas são também descendentes dos atlantes, razão das extraordinárias descobertas que continuamente são feitas pelos actuais cientistas que se espantam por descobrirem sabedorias ocultas que ainda hoje são mistérios.

Esses mistérios tornam-se mais confusos porque os povos onde os atlantes foram aglutinados foram deturpando aqueles espectaculares ensinamentos e restou apenas uma mistura de ciência com mitologia, de verdadeiro saber espiritual com rituais e crenças confusas e dúbias.

Alguns livros actuais apontam para os cavaleiros do templo, os Templários, como depositários de grande parte dessa sabedoria perdida pois é sabido que andaram pelo oriente e lidaram de muito perto com os mistérios milenares tão bem guardados que hoje apenas se avistam alguns sinais, tal como a ilha do pico, lá nos Açores.

Ponho em discussão ou em informação ou em descoberta dizeres de Aristóteles e Sócrates (o grego) que possam, de algum modo, apoiar ou indicar o fio da meada da sabedoria atlante perdida no "boca-orelha" de tantos milhares de anos (entre 5000 a 6000 anos, dizem).

Conto com a sua ajuda para clarificação desta matéria.


sinto-me
música Odisseia
As minhas Tags: ,

publicado por Nhunguè às 15:31 | link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito


Template dos Blogs do Sapo remexido pela Treza, e é capaz de ficar mais fixe em Firefox.


posts recentes

Atlântida

As minhas Tags

amor

atlântida

indagação

luz fogo vida

mistério

ousadia

piramide

porquê?

sereno

todas as tags

arquivos
links
subscrever feeds
blogs SAPO